+55 042 3226 1144
atendimento@copiosaredencao.org.br

Blog

Como viver movido pela ação do Espírito Santo?

Como viver movido pela ação do Espírito Santo?

A celebração de Pentecostes, vivida 50 dias depois do domingo da Páscoa e sete dias depois da celebração da Ascensão de Jesus ao céu, é uma das mais importantes no calendário litúrgico da Igreja Católica. Esta celebração nos recorda a descida do Espírito Santo sobre os apóstolos e sobre a Virgem Maria.

Na celebração de Pentecostes, somos convidados a testemunhar  ao mundo a presença do Espírito Santo em nós. Mas, o que podemos fazer para, de fato, vivermos esta Graça? Confira essas dicas!

Faça a leitura assídua da Palavra de Deus

A Sagrada Escritura fortalece o nosso relacionamento com Deus, nos aproxima ainda mais Dele. E quanto mais próximos estamos do Senhor, mais nos deixamos conduzir pelo Espírito Santo.

A Bíblia Sagrada é fonte da sabedoria Divina, pois toda palavra que ela contém foi inspirada pelo próprio Deus. Ou seja, os livros bíblicos foram escritos porque seus autores foram sensíveis ao que o Espírito Santo soprou aos seus ouvidos.

Ela está repleta de ensinamentos e conselhos que nos ajudam a viver segundo a vontade do Senhor. “Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra” (2Tm 3,16).

Busque ter uma maior intimidade com Nossa Senhora

São Luís Maria Grignion de Montfort dizia: “Um dos sinais inequívocos de que uma pessoa é guiada pelo Espírito de Deus é a devoção que tem a Maria, e o seu hábito de pensar e falar como ela”. O mesmo santo também costumava ensinar que “quando o Espírito Santo encontra Maria Santíssima em alguém, sente-se atraído a ela, irresistivelmente, e nela faz sua morada”.

Portanto, buscar uma maior intimidade com a Virgem Maria é condição imprescindível para vivermos movidos pelo Espírito Santo. Convicto dessa realidade, São João Paulo II certa vez afirmou: “Ao pedir ao discípulo predileto que tratasse Maria Santíssima como sua Mãe, Jesus instituiu o culto mariano”.

Viva em unidade com a Igreja, sua comunidade

O Espírito Santo desceu sobre os apóstolos quando eles estavam reunidos:  “De repente, veio do céu um ruído, como se soprasse um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. Apareceu-lhes então uma espécie de línguas de fogo que se repartiram e pousaram sobre cada um deles. Ficaram todos cheios do Espírito Santo” (At 2,2-4). Disso decorre a importância da vivência da oração em comunidade. O próprio Jesus indicou isso ao afirmar: “onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mt 18,20).

Se abra aos frutos do Espírito Santo

Quando nos deixamos guiar pelo Espírito Santo vivemos como verdadeiros cristãos que em tudo serve a Deus e aos irmãos. São Paulo relata quais são os frutos que o Espírito Santo produz em nós: “caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade, brandura, temperança” (Gl 5,22-23). Observar suas atitudes pode te ajudar a perceber quais frutos você já se permite viver e quais ainda precisa se abrir. 

Busque ter vida de oração intensa

É imprescindível que todo católico tenha uma vida de oração, pois é por meio dela que crescemos na amizade com a Trindade Santa. A oração é o alimento da nossa alma. Não é à toa que o autor bíblico nos aconselha: “Orai sem cessar. Em todas as circunstâncias, dai graças, porque esta é a vosso respeito a vontade de Deus em Jesus Cristo” (1Tes 5,17-18).

Portanto, busque reservar um período do dia para colocar-se diante do Senhor para agradecer, louvá-Lo, pedir as bênçãos necessárias para a vida. Mas, mais do que isso, silencie seu coração para ouvir o que Deus tem a te dizer. É por meio da oração que nos abrimos à ação do Espírito Santo em nossa vida!

Post a comment