+55 042 3226 1144

Blog

5 fatos sobre o poder da intercessão

5 fatos sobre o poder da intercessão

Para muitos, interceder por um amigo ou familiar necessitado é algo comum, faz parte da rotina de oração pessoal. Independente disso, rezar pelo outro é, como diz o Catecismo da Igreja Católica, “próprio de um coração que está em consonância com a misericórdia de Deus” (2635). Elencamos 5 fatos sobre a intercessão para fomentar nossos corações em oração pelos nossos irmãos e irmãs.

1) Só Jesus é o Mediador entre Deus e os homens – A 1ª carta de são Paulo a Timóteo (Cf. I Tm 2,5), afirma que Jesus é o único mediador entre Deus e os homens Cristo é um Corpo, e a Igreja, nós, somos os membros. Desse modo, não há erro em dizermos que há força e poder na oração de intercessão dos irmãos, dos membros da Igreja. Pois, elevamos como membros do corpo de Cristo nossas preces a Jesus, que leva ao Pai. Quando pedimos, por exemplo, a intercessão dos santos ou da Virgem Maria, ou mesmo de amigos aqui na terra, é sempre contando com a mediação de Jesus ao Pai, na unidade do Espírito Santo.

2) A intercessão é um combate misterioso – Interceder pelo povo eleito de Deus é atribuir a si um combate que vai além de armas humanas, é um embate espiritual. Além de haver a luta contra os espíritos maus que querem a perdição dos filhos amados de Deus, há por vezes, o combate com o próprio Deus. Um exemplo desse combate com o Senhor é Abraão – um dos grandes homens do Antigo Testamento – que se coloca entre Iahweh e o seu povo, que está prestes a ser destruído em Sodoma e Gomorra. A partir de sua intimidade com Deus, tem sua intercessão modelada. “Se porventura houver cinquenta justos na cidade, destruirás também e não pouparás o lugar por causa dos cinquenta justos que estão dentro dela? Longe de ti que faças tal coisa, que mates o justo com o ímpio; que o justo seja como o ímpio, longe de ti. Não faria justiça o Juiz de toda a terra?” (Gn 18, 23-25).

3) Pela comunhão dos santos, é possível interceder por aqueles que já partiram – A partir da fé que a Igreja professa na comunhão dos santos, entendemos que os fiéis que já partiram dessa vida e compõem a Igreja Triunfante – que contempla a face de Deus – podem interceder pela vida de cada um daqueles que militam na terra em vista da Salvação eterna e também pelas almas do purgatório.

4) Intercedemos pelos irmãos unidos a oração do próprio Cristo – A oração cristã nos insere no mundo em que Deus e o homem estão unidos, graças à Encarnação do Verbo, morte e ressurreição de Jesus. Deste modo, aprendemos de Jesus que intercede ao Pai para que os discípulos vivam Sua vontade, sendo instrumentos de amor em meio aos homens. Nossa oração faz parte desse mistério. A vontade da humanidade inteira está unida no mistério do Cristo que ora. Na intercessão – pela comunhão dos santos – o irmão que se encontra afastado do Senhor pode lucrar a graça da sua conversão graças a Fé.

5) Qualquer prática oracional pode ser de intercessão – A Igreja entende como preces de intercessão quaisquer práticas de piedade que sejam direcionadas pela conversão de alguém, assim como pela saúde do corpo, ou da alma, ou para livrar algum irmão de uma situação de perigo. Desde as primeiras eras do cristianismo se viu diversas preces e orações feitas pelos irmãos. Portanto, oferecer uma penitência, participar de uma celebração eucarística, a oração do Rosário ou uma novena são devoções que oferecem aos irmãos graças abundantes.

Comments(2)

  1. REPLY
    JANE MONTEIRO LANA says

    Bom dia, sou filha de Maria onde padre Ricardo Caricati , tenho um sonho de fazer um acampamento fechado com irma Zelia em novembro de 5 dias , meu mail é [email protected], celular – 31 999572446 meu zap

    • REPLY
      Maria Aline says

      Pode entrar em contato pelo e-mail [email protected]. Deus te abençoe!

Post a comment