+55 042 3226 1144
atendimento@copiosaredencao.org.br

Blog

Oração pela família: Por que acreditar nesta força

Cultivar momentos de oração em família no lar é algo que contribui muito no bom relacionamento familiar. Principalmente, quando se vive em um contexto de pandemia, como o que temos atualmente.

Quando surgiram os primeiros casos do coronavírus, ninguém poderia imaginar que o isolamento, a princípio de 15 dias, fosse se prolongar e chegar a quase 6 meses, como vemos hoje.

Mas, o fato é que isso aconteceu! Entre as diversas mudanças e adaptações à um novo estilo de vida que ocorreram, as famílias foram as mais impactadas. Logo, precisaram se reinventar como nunca para manter um ambiente pacífico.

Primeiramente, notícias de casais enfrentando crises matrimoniais devido a convivência intensiva. Além de dificuldades para conciliar as tarefas de trabalho, casa, filhos e família percorreram o mundo.

Não foram poucos os casos de separações durante este período. Sendo assim, o que diferencia os casais que se mantiveram firmes e unidos, daqueles que não conseguiram lidar com a convivência extrema? A resposta está em Deus e na vida de oração.

Casais que compreendem que o casamento é uma vocação, uma resposta ao chamado de Deus, são capazes de suportar grandes provas e desafios. Afinal, sabem que uma vida familiar feliz está no seio da Trindade, no coração de Deus.

Por isso, se faz tão necessário a oração pelos filhos. Pois, é na oração que  o casal  compreende esta grande vocação. Além disso,  é rezando que consegue dar sentido a cada uma das ofertas e exigências.

Por que de uma oração pela família?

Talvez você esteja se perguntando como viver isso na prática. Afinal, quais as razões para que a oração em família faça realmente a diferença nos relacionamentos familiares. Confira abaixo algumas razões que separamos:

  • Uma casa só se mantém de pé se edifica na rocha que é Cristo

Uma família que está edificada na rocha que é Cristo, diante das tribulações e tempestades que surgem, é capaz de se manter unida. Pois, sua confiança está no próprio Deus.

É preciso cada vez mais que os casais se espelhem na família de Nazaré. Com isso, compreendem que a família faz parte do divino plano de amor de Deus para a humanidade. 

É aí, na oferta diária para além de si mesmo, que os casais poderão encontrar o sentido pleno.

  • Só a graça de Deus pode sustentá-los

As razões que levam diversos casais a se separar hoje em dia, infelizmente, são muito banais. Perde-se o interesse nas coisas simples e não existe mais uma luta e esforço para preservar a sacralidade do  matrimônio.

Só a graça de Deus pode sustentar de modo perene os laços da carne e conduzir os casais a se manterem unidos. Quando as dificuldades se tornam extremas, é no olhar voltado para Cristo que as famílias encontram o sentido para seguir adiante.

  • O casamento é reflexo de uma realidade eterna

É preciso contemplar o Eterno e deixar que Deus purifique as más intenções e inclinações. Só Ele é capaz de renovar todas as coisas diariamente. É na graça de Deus que está a força, o ânimo e a coragem de vencer a si mesmo.

O casamento é sinal da união eterna de Jesus com a sua Esposa, a Igreja, e esta união é indissolúvel. Assim também deve ser o matrimônio.

Dentro dessa relação o que dará forças para prosseguir adiante, frente aos obstáculos, será o forte desejo de conduzir o outro ao céu, a santidade a qual todos os batizados são chamados.

  • Toda felicidade tem Deus como fonte

A verdadeira felicidade só pode ser encontrada em Deus. Ele é a fonte da água viva que está sempre a jorrar e a nos saciar por completo. O encontro de Jesus com a Samaritana revela essa verdade (Jo 4, 5-42). 

O problema é que muitas vezes busca-se a felicidade nas coisas passageiras e terrenas, quando sabemos que fomos criados para o Eterno, para aquilo que não passa.

Quem tem essa consciência sabe que pode vir os desafios, tribulações, mas que nada é capaz de roubar a paz e felicidade de saber-se escolhido e amado por Deus. É preciso deixar Deus vencer em nós a cada dia.

Como fazer uma oração pela família

Agora que compreendemos  porque devemos cultivar a oração em família, você deve estar se perguntando de que maneira poderá introduzir a oração em suas atividades familiares.

Separamos então algumas dicas para você:

Reze o terço em família

São João Paulo II em sua Carta Apostólica Rosarium Virginis Mariae, afirma que “o Rosário, ainda que caracterizado pela sua fisionomia mariana, no seu âmago é uma oração cristológica, pois concentra a mensagem evangélica, da qual é quase um compêndio.”

É no Santo Rosário que são depositadas as diversas intenções e necessidades de cada pessoa, que reza não apenas por si, mas apresenta a Deus a humanidade, a Igreja. Uma oração simples, mas tão poderosa, ideal para ser vivida em família.

Reze nas refeições

Abençoar os alimentos antes de cada refeição, agradecendo a Deus pela sua Divina Providência é um ótimo testemunho que os pais podem deixar para os filhos, e que os acompanhará por toda a vida.

Que este momento de oração simples, não seja vivido apenas em ocasiões especiais em família, como datas comemorativas, mas que todos os dias possa ser cultivado o reconhecimento pela bondade e generosidade de Deus que não deixa faltar o essencial a nenhum de seus filhos.

Reflita semanalmente o Evangelho em família

Além das orações individuais que cada pessoa deve manter, escolha um dia da semana em que toda a família possa se sentar, para juntos refletir e meditar sobre o Evangelho e a partir dessa leitura trocar experiências.

Motivar esses momentos de oração fortalece a união familiar, o respeito e, principalmente, o comprometimento de todos com a conversão de vida proposta pelo Evangelho.

Participe das Celebrações Eucarísticas em família

Se é em Deus que se encontra a fonte da nossa felicidade, e esta está sempre disponível para cada um de nós, nada mais justo que O busquemos de todo o coração. 

É na Missa, no Santo sacrifício do altar que Ele se encontra, sedento por saciar a nossa sede. Faça deste momento uma experiência de comunhão familiar. 

Domingo é o Dia do Senhor e é também o dia em que as famílias costumam ter mais tempo de convivência. Por isso, inicie o seu dia e a sua semana participando da Santa Missa junto com a sua família.

Post a comment