+55 042 3226 1144

Blog

Entrevista: 11 respostas sobre Cura e Libertação com Ir. Zélia

Respostas sobre Cura e Libertação com Irmã Zélia

A orações de cura e libertação existem para que possamos buscar a viver o amor de Deus e, consequentemente, uma vida livre de filhos amados do Pai. Com ela, damos abertura para que as ações Dele penetrem em nossa vida e que as curas – sejam elas espirituais, emocionais – possam ser realizadas. Essas graças que vêm de Deus acontecem para que possamos estar ainda mais próximos Daquele que tira o pecado do mundo e nos dá o reino dos céus.  

Para conseguirmos alcançar esses objetivos, precisamos de pessoas que nos dão força e se tornam exemplos de fé: Irmã Zélia Garcia é uma delas. Nascida em São Pedro do Ivaí, no estado do Paraná, veio ainda pequena morar na cidade de São José do Rio Claro/MT. Filha mais velha dentre os sete irmãos, sua vocação surgiu ainda quando estudava Farmácia Bioquímica em Maringá. Participativa de movimentos da Igreja, nunca pensou em ser religiosa, mas sentiu-se tocada por Deus quando participou de um retiro, ministrado pelo fundador da Copiosa Redenção, Padre Wilton Moraes Lopes.  

O tempo passou e hoje Irmã Zélia é um grande exemplo de missionária dentro da Congregação, seus livros trazem a esperança de uma vida de oração mais ativa. Pode ser que você tenha alguma dúvida sobre esse assunto. Diante disso, a Irmã reservou um tempinho para responder a algumas.

1. Qual a diferença entre a oração de cura e de libertação?

Irmã Zélia: Ao meu ver, não há diferença entre os dois. Uma coisa está ligada à outra. Quando eu trilho um caminho de cura, eu já estou sendo libertado, quando trilho um caminho de libertação eu já estou sendo curado. Pra mim, ambas acontecem juntas. Quando eu dou um passo de oração de renúncia, eu estou renunciando a várias coisas que não são boas em minha vida. É de forma natural, acontecem curas físicas.

2. O que é preciso fazer para alcançar a libertação por meio da oração?

 Irmã Zélia: Não é preciso fazer nada. A gente vai rezando de forma fiel e, ao assumir um compromisso de oração,  a graça vai acontecendo do jeito e no tempo de Deus. A oração já vai trilhando o caminho da libertação de forma natural. Quanto mais eu rezo, mais liberto eu sou, mais curado e mais íntimo de Deus eu fico.

3. Os sacramentos auxiliam neste processo, fazem parte dele?

Irmã Zélia: Sim! O sacramento é essencial. O sacramento por si só já realiza a libertação, a cura e o milagre. Tanto é que eu sempre testemunho que o dia em que minha irmã foi batizada, o padrinho dela foi libertado do vício do álcool. E tem também outros testemunhos de cura, quando a pessoa participa de um sacramento – só de participar ela já é libertada – imagina só quando ela está recebendo o sacramento. Sacramento é tudo, tanto é que eu posso usar do poder do meu batismo para rezar, para eu fazer meu caminho de libertação. Sem ossacramentos, eu não consigo fazer meu caminho de libertação. 

4. Como eu sei se preciso me dedicar à oração de libertação?

Irmã Zélia: Bem, há pessoas que possuem um ministério para isso, elas são intercessoras da igreja, elas têm esse chamado de rezar e em prol do outro. Tem também o processo de pessoas que recebem da igreja, como o sacerdote, por excelência, ele já tem esse ministério dentro dele, por causa da ordenação sacerdotal. Agora, eu sei que preciso me dedicar mais ` oração de libertação. Quando você sente o chamado – comigo foi assim – eu tinha visto na TV que uma pessoa tinha matado a outra. Eu tinha um desejo de rezar por aquela família para que ela perdoasse aquela pessoa, que ela rezasse por aquela pessoa, para que ela também fosse libertada desse caminho, pois alguma coisa estava mal resolvida dentro dela, porque ninguém pega uma arma para matar o outro se está bem fisicamente, psicologicamente, espiritualmente. Quando sentimos sinais de que devemos rezar sem alguém pedir, sem ninguém mandar, isso já é um passo de que devo me aperfeiçoar, ler mais livros: até indico o livro do Frei Elias Vella – O leão que ruge – é um livro maravilhoso, já estudar para começar a fazer as coisas conforme a igreja.

5. Quais são os sinais que indicam que uma pessoa precisa de oração de libertação?

Irmã Zélia: São vários sinais: quando ela rejeita o sacramento, quando ela rejeita as coisas de Deus, os sacramentais – são sinais precisos que essa pessoa precisa de oração de libertação. Então, observar se ela rejeita tudo isso são sinais visíveis que ela precisa de libertação. 

6. Deus pode curar traumas que vivi no passado?

Irmã Zélia: Claro! Deus, através da missa, da adoração,  já vai realizando uma cura interior profunda. Ele  cura meus traumas, seja através dos meus exercícios de oração, seja da leitura da Palavra, do Santo Rosário – eu vou recebendo todas as curas dos meus traumas. 

7. Do que – ou de quem –, exatamente, Deus nos liberta nessas orações?

Irmã Zélia:  É de tudo. Desde aquilo que está oculto, escondido. A oração vai fazendo uma libertação. Ela é a luz, ela quem ilumina as trevas, dissipa as trevas. Ela vai fazendo uma libertação no mais profundo do meu ser, de coisas que eu nem conheço, de coisas que eu talvez pensava que já foi resolvido, mas aos olhos de Deus me traz a luz para algo que ainda não foi resolvido.  

8. Qual a proposta do livro 40 Dias de Oração e Libertação?

Irmã Zélia:: A proposta é exatamente isso que Deus falava ao meu coração, sair do Egito rumo à terra prometida. A passagem de Êxodo é isso, eu vou fazer o percurso de novo – espiritualmente falando – como aquele povo que estava escravo no Egito. Então a Palavra de Deus, ela por si só é a luz do meu caminho, então essa passagem me indica que eu devo fazer de novo dentro de mim, do meu interior – para que eu possa ser libertado, curado e salvo. Essa é a proposta do livro: sair do Egito e ir rumo a terra prometida. Fazer uma experiência profunda do amor e da misericórdia de Deus. 

9. A pessoa pode se dedicar na oração sozinha, em grupo ou com o auxílio de um diretor espiritual? Como é melhor?

Irmã Zélia: Eu em toda a minha vida, nunca tive um diretor espiritual, hoje eu tenho graças a Deus, mas durante o percurso do meu caminho, as minhas confissões eram as minhas direções espirituais. Então, as pessoas podem sim fazer um caminho sozinhas, elas podem se dedicar nesta oração e espiritualidade. Eu vivi aos pés de Jesus, durante esse período, antes mesmo de ser religiosa. Claro que se há possibilidade de ter um diretor espiritual, muito melhor, pois ele vai nos orientando em um caminho de obediência, fidelidade com Deus.

10. Perdi de fazer um dia do planejamento. Posso fazer dois dias em um único? 

Irmã Zélia: Pode fazer dois dias em um único. É o que digo: a fidelidade de muitos supre e infidelidade de alguns. Fazer o caminho do Planejamento Espiritual é esta riqueza, pois sei que em cada dia uma pessoa está sendo fiel a Deus e cumprindo as necessidades desta orações. Deus quer nossa fidelidade, nossa busca e nosso esforço.

 11. Conte um pouco mais sobre seus outros livros e onde podemos adquiri-los?

Irmã Zélia: Bom, se você deseja ter uma vida de oração mais aprofundada, ser fiel na oração e ter uma vida íntima com Deus, você pode adquirir meus livros na loja virtual da Copiosa Redenção. Lá estão disponíveis todos eles.

Comment(1)

  1. REPLY
    Maria Stela Elena Betini de Stela tetela says

    Boa noite gostei muito do que li sua respostas

Post a comment